O Jeito Warren Buffett de Investir: 16 Lições e Resumo


o jeito warren buffett de investir

Título O Jeito Warren Buffett de Investir
Autor Robert G. Hagstrom
Editora Benvirá
Ano 2019
Páginas 296
Nota ★★★★★
Link para Compra Compre clicando aqui

O Jeito Warren Buffett de Investir é um livro que mostra os principais ensinamentos por trás da filosofia de investimentos de Warren Buffet.

Portanto, se você tem interesse no investimento em ações para o longo prazo, esse livro é a pedida certa para você. Você pode comprar o livro clicando aqui.

Qual é a sinopse de O Jeito Warren Buffett de Investir?

Veja um pouquinho do que você aprenderá lendo esse importante livro.

Nesse livro, analisam o que Warren Buffet, considerado o maior investidor de todos os tempos, fez nos seus investimentos que o permitiram ter uma rentabilidade tão boa. Dessa forma, eles passam as suas principais lições sobre investimentos.

Ou seja, essa obra permite que você entre na cabeça de Warren Buffett. Por isso eu acho ela tão interessante. Você pode comprar o livro clicando aqui.

O que é Berkshire Hathaway?

A Berkshire Hathaway é uma empresa que compra outras empresas. Assim, ela consegue ter valorizações maiores do que o índice da economia americana, o S&P500.

A Berkshire Hathaway é a empresa de Warren Buffett e Charlie Munger. A empresa compra outras companhias. Em décadas, ela teve um crescimento mais significativo que o S&P500, tornando-se o maior conglomerado do mundo e possuindo marcas famosas como Coca-Cola, Kraft-Heinz e Apple.

Sendo assim, ao longo das décadas, ela apresentou um crescimento muito mais relevante do que o índice americano, fazendo com que seus investidores tenham um retorno bastante alto.

Dessa forma, em termos de valor de mercado, a empresa de Warren Buffet e Charlie Munger está atrás apenas de um punhado de grandes ações de tecnologia.

Suas excelentes estratégias de investimento tornaram a Berkshire a maior conglomerado no mundo, fazendo com que eles possuam algumas das marcas mais famosas do mundo por meio da empresa.

Por exemplo: Coca-Cola, Kraft-Heinz, Apple e muitas outras.

Hoje, a companhia continua suas operações, com Buffett e Munger já passando suas atividades para outros executivos de elevada competência.

Quem é Warren Buffett?

O que torna Warren Buffet um verdadeiro gênio nos investimentos é a combinação entre a análise objetiva dos seus negócios e a visualização de suas ações como porções de boas empresas.

A estratégia de investimento de Warren Buffet consiste em visualizar ações como porções de boas empresas, o que levou a investimentos bem-sucedidos como Coca-Cola, Geiko e Apple. Sua abordagem de longo prazo para investir e ênfase em juros compostos o tornaram uma lenda e atraíram muitos investidores.

Foi assim que ele acertou em muitas ações que comprou com sua empresa Berkshire-Hathaway: Coca-Cola, Geiko, ações de bancos e até mesmo o caso recente da Apple.

Warren Buffet é uma lenda, e não tem como negar: seu pensamento de carregar ações para o longo prazo trouxe uma montanha de investidores para uma visão do mercado acionário como uma ferramenta para enriquecer ao longo do tempo.

Entre os pontos principais do pensamento de Buffett, estão o de que os juros compostos produzem riqueza no longo prazo. Assim, a rentabilidade, distribuição de dividendos e recompra de ações permite que você crie riqueza.

Entre os principais livros de Warren Buffet, destaca-se “O Jeito Warren Buffet de Investir”. Você pode comprar o livro clicando aqui.

Quais são as maiores influências de Warren Buffett?

Warren Buffet foi influenciado por muitas pessoas na sua carreira. Veja abaixo os quatro nomes que mais influenciaram Buffett:

1. Charlie Munger

O grande amigo, braço direito e mentor de Warren Buffet, possui a combinação perfeita entre visão de mercado e intelectualidade.

Charlie Munger, amigo e mentor de Warren Buffet, valoriza o conhecimento em diversas áreas, argumentando que isso é importante para o processo de investimento. Ele é contra a superespecialização e acredita que é necessário ter modelos mentais de diversas áreas para ser um bom investidor. Munger é um ávido leitor e corajoso em concentrar seus investimentos em poucas ações.

Munger argumenta que saber conhecimentos importantes sobre diversas áreas, como ciências, direito, engenharia e outros, ajuda no processo de investimentos.

Dessa forma, fica claro que Munger acredita que é preciso ter uma grande gama de conhecimentos para ser um bom investidor.

Isso vai contra aquele pensamento tradicional de que você precisa ser um investidor super especializado e apenas fazer isso. Ele argumenta que você precisa ter modelos mentais na sua cabeça para ser um melhor investidor.

Além disso, ele parece ser contra a superespecialização pela qual passamos atualmente, algo abordado no livro de David Epstein. Concordo plenamente.

Munger é um devorador de livros, e é possível ver isso em suas palestras e entrevistas.

Por fim, algo que admiro muito nele é a sua coragem de concentrar investimentos. Na sua carteira, ele possui apenas três ações: Berkshire-Hathaway, Costco e um fundo de investimentos na China.

Infelizmente, não há muito material de Munger em português. Mas você pode conferir o preço de “Charlie Munger: the Complete Investor” na Amazon aqui. Esse é o melhor livro sobre Munger.

2. Benjamin Graham

Benjamin Graham foi um economista e investidor norte-americano conhecido como o “pai da análise fundamentalista”.

Ele foi professor de finanças em Columbia e escreveu o livro “O Investidor Inteligente”, que se tornou um clássico no mundo dos investimentos. Leia um resumo de O Investidor Inteligente clicando aqui.

Graham defendia a análise criteriosa das empresas antes de investir, com base em indicadores como valor contábil e dividendos.

Ele também foi o mentor de Warren Buffett, um dos investidores mais bem-sucedidos da história.

3. Philip Fisher

Philip Fisher foi um investidor norte-americano conhecido por sua filosofia de investimento em empresas de crescimento a longo prazo.

Ele acreditava que a chave para o sucesso nos investimentos era identificar empresas com boas perspectivas de crescimento, baseando-se em uma análise minuciosa do negócio e da administração da empresa.

Fisher é autor do livro “Ações Comuns, Lucros Extraordinários”, que é considerado um clássico do mundo dos investimentos.

4. John Burr Williams

John Burr Williams foi um economista e investidor norte-americano conhecido por suas contribuições teóricas para a avaliação de investimentos.

Ele desenvolveu a fórmula de precificação de ativos de capital (CAPM) e é autor do livro “The Theory of Investment Value”, que é considerado uma das obras fundamentais da análise financeira.

Williams acreditava que o valor de um investimento estava relacionado ao seu fluxo de caixa futuro e defendia a importância da análise cuidadosa dos fundamentos da empresa antes de investir.

Qual é o resumo de O Jeito Warren Buffett de Investir?

Primeiramente, o livro mostra através de ensinamentos totalmente aplicáveis como foi que a Berkshire Hathaway alcançou o posto de uma das maiores empresas do mundo.

O livro ensina como Warren Buffett se tornou um dos maiores investidores da história, destacando suaa busca por negócios que geram renda e permitem acumulação de patrimônio. É preciso escolher empresas com vantagens competitivas, boa gestão e investir no que se conhece.

Assim, ela mostra que seus líderes, Buffett e Munger, buscam excelentes negócios para investir, pois eles geram renda e permitem acumulação de patrimônio, diferente do ouro, de títulos públicos ou moedas.

Além disso, o livro mostra como eles buscam empresas que se diferenciam através da qualidade de seus produtos e serviços, fazendo com que eles escolham apenas as melhores empresas em seus respectivos setores.

Isso se dá pelo fato deles terem enormes vantagens competitivas frente a seus concorrentes, ainda que suas ações sejam negociadas por um preço mais elevado.

No entanto, só isso não basta: é preciso escolher companhias com boa gestão, além de entender que você deve investir apenas naquilo que conhece.

Por fim, o livro ensina a necessidade de investir em si mesmo, pois assim sua renda aumenta, aumentando seus aportes e seu poder de compra.

Quais são as principais lições de O Jeito Warren Buffet de Investir?

As principais lições de O Jeito Warren Buffett de Investir são:

1. Invista em ativos geradores de renda

Munger e Buffett não recomendam que você invista em moedas, títulos públicos ou ouro.

Em primeiro lugar, os dois primeiros ativos estão associados com governos de diversos locais do mundo, que podem mudar o jogo com uma canetada.

Em segundo lugar, o ouro e esses outros ativos não geram renda por si só, o que diminui o retorno sobre o investimento como um todo.

Portanto, você deve procurar ativos que gerem renda, como boas ações, REITs (e seus primos fundos imobiliários) e, por fim, no seu próprio negócio.

Dessa forma, você maximiza o retorno sobre o seu capital, evitando perder dinheiro para a inflação.

2. A volatilidade é sua amiga

De fato: muitos citam a volatilidade como um risco atrelado ao investimento. Portanto, se houver muita volatilidade, seria arriscado investir, né?

Não! Buffett acha esse conceito ultrapassado, alegando que o a volatilidade permite ganhos maiores. Por isso, é melhor um investimento mais volátil e lucrativo do que aquele certo, porém que pouco lucra.

Assim, com a estratégia de compra e manutenção de ações usada na Berkshire Hathaway, as oscilações são irrelevantes.

Além disso, elas podem se mostrar como boas oportunidades de entrada na hora de investir.

3. Evite empresas muito alavancadas

Quanto maior a alavancagem, mais arriscado será o negócio

Assim, o excesso de alavancagem pode fazer com que as pessoas tomem decisões realmente estúpidas, mesmo que tenham tido muito sucesso antes

Isso vale para investidores individuais também, tome muito cuidado com a alavancagem

Buffett diz: “Qualquer coisa vezes zero é zero”

Ou seja: evite pegar empréstimos pra investir, e evite empresas atoladas com endividamento.

4. Encontre companhias com altas margens

Outra lição importante é procurar empresas com boas margens.

Uma empresa que requer muito capital apenas para se manter no mercado é mais arriscada do que outra que não tem essa característica e consegue se manter com pouco reinvestimento.

Durante tempos de turbulência financeira, isso pode causar graves problemas de liquidez.

Ou seja: procure aquelas companhias que, mesmo em períodos de crise, conseguiriam manter suas margens.

5. Procure empresas com diferenciais competitivos

Uma companhia que vende um produto commodity (ou seja, sem diferencial) não possui qualquer poder de precificação e sempre enfrenta o risco de uma guerra de preços.

Ou seja: em uma crise ou competição acirrada no setor, ela é obrigada a abaixar os preços e o seu lucro diminui.

6. Mantenha-se no seu círculo de competência

Se você não tem uma boa ideia de como o negócio vai se sair nos próximos, digamos, 5 a 10 anos, você deve simplesmente evitá-lo.

De fato: esse é um dos princípios para o grande sucesso da Berkshire Hathaway.

Warren Buffett e Charlie Munger são mestres em alguns setores e alguns negócios. No entanto, o mais importante, eles conhecem os limites de sua competência.

Por exemplo: a Berkshire há muito tempo se afastou de ações de tecnologia e farmacêuticas.

Assim, ele evitou quedas bruscas na época da bolha pontocom. Hoje, eles investem na Apple não por serem de tecnologia, mas entender que eles possuem um branding e uma diferenciação de seus concorrentes.

7. A gestão das companhias é fundamental

Se uma empresa tem grandes executivos, que são referência no que fazem, eles têm grandes chances de entregar valor aos acionistas.

Assim esses executivos trabalharão em suas áreas de especialidade para aumentar o lucro de suas companhias.

Portanto, bons profissionais e uma boa gestão são um diferencial de peso nas empresas.

8. Procure empresas referência

Qual é a primeira empresa que vem na sua mente quando você fala sobre: Refrigerantes? Coca-Cola. Filmes infantis? Disney. Fast Food? McDonalds.

Muito provavelmente, você pensou nessas companhias, não é?

Esse é um princípio muito útil: o de procurar empresas que são referência em seus respectivos setores.

Assim, as marcas dessas empresas são tão fortes que às vezes se confundem com os próprios produtos.

Não é por acaso que a Berkshire Hathaway possuiu, ou atualmente possui, um número substancial de ações dessas empresas.

A vantagem dessas empresas, como explica Buffett, reside no poder de precificação que tais associações levam. Ou seja: essas marcas podem cobrar mais caro pelos seus produtos, pois conquistaram a confiança do consumidor ao longo de décadas.

9. Invista em você mesmo

Por fim, uma lição fundamental é a de investir em você mesmo, pois só assim você consegue ganhar mais e mais com o tempo.

Dessa forma, você terá um fluxo de caixa maior e poderá aportar cada vez mais nas melhores empresas dentro da bolsa de valores.

Portanto, uma combinação entre trabalho e investimentos é o que pode te fazer chegar na riqueza mais rápido.

10. Ter paciência para aguardar as oportunidades de investimento

O investidor deve estar disposto a esperar o momento certo para fazer um investimento.

Isso significa que ele deve analisar as condições do mercado e a empresa em questão antes de tomar uma decisão de investimento, e não se deixar levar pela pressão de tomar uma decisão rápida.

11. Dê autonomia para seus funcionários

Eu não consigo me lembrar se nesse livro eles falam em detalhes desse ponto, mas a verdade é que a Berkshire-Hathaway dá total autonomia para suas empresas.

Ou seja: quando eles compram uma companhia, eles não se metem no negócio que compraram para mudar tudo. Ao invés disso, mantêm a autonomia dos gestores para continuarem seus negócios.

Isso é bem interessante porque tira aquela mentalidade de controlar até as pequenas coisas, de fazer o que chamam de “micromanaging”.

12. Comprar ações quando o preço está abaixo do valor intrínseco

O investidor deve buscar comprar ações de empresas cujos preços de mercado estejam abaixo do seu valor intrínseco.

Isso significa que o investidor deve analisar os fundamentos da empresa, como seus fluxos de caixa, crescimento e lucratividade, para determinar o valor real da empresa e compará-lo com o preço de mercado.

13. Ser conservador na estimativa do crescimento das empresas

O investidor deve ser conservador na estimativa do crescimento futuro das empresas.

Isso significa que ele deve evitar subestimar o crescimento futuro da empresa e assumir um cenário mais realista.

Isso é importante para evitar investir em empresas que possam não cumprir suas projeções e terem um desempenho abaixo do esperado.

14. Evitar empresas que dependem muito de fatores externos

O investidor deve evitar empresas cujos negócios dependam muito de fatores externos, como mudanças na economia ou flutuações nos preços das commodities.

Empresas com essas características podem ser mais arriscadas e voláteis.

Qual é a resenha de O Jeito Warren Buffett de Investir?

O livro explica tudo de uma forma bem clara. De fato: talvez seja um dos melhores livros para aqueles que desejam começar a investir.

O livro é uma boa opção para iniciantes no mundo dos investimentos, mas pode não ser útil para quem já tem experiência na área. Apesar disso, o livro oferece exemplos interessantes e é recomendado para leitura, mesmo para aqueles com experiência prévia.

No entanto, se você já leu outros livros sobre investimentos para o longo prazo ou já viu entrevistas com Warren Buffet e outros investidores de valor, provavelmente não encontrará algo novo aqui.

De fato: para alguns, as lições aqui serão repetitivas. No entanto, mesmo que você tenha experiência, eu recomendo que você leia, pois o livro mostra vários exemplos interessantes.

Por fim, devo dizer que a recomendação do livro é positiva. Vale a pena ler, mesmo se você já tiver experiência.

Quais são os pontos negativos de O Jeito Warren Buffett de Investir?

Os pontos negativos do livro são:

  • O livro é repetitivo em alguns momentos.
  • Se você já conhece a Berkshire, o livro não traz nada muito novo.

Quais são os pontos positivos de O Jeito Warren Buffett de Investir?

Os pontos positivos do livro são:

  • Linguagem clara para iniciantes.
  • Combina conceitos de investimentos com conceitos de outras áreas.
  • Ensina como escolher empresas para investir.
  • Dá diversos exemplos para facilitar o entendimento.

Por isso, recomendo a leitura. Você pode comprar o livro clicando aqui.

Vale a pena ler O Jeito Warren Buffett de Investir?

Será que a obra sobre o maior investidor de todos os tempos deve ser lida?

Vale a pena ler O Jeito Warren Buffett de Investir. Esse livro é uma baita aula sobre os ensinamentos de Warren Buffet e Charlie Munger sobre investimentos. Se você deseja alcançar a riqueza e independência financeira de forma realista, esse é o livro que você precisa.

Além da linguagem clara, a obra conta com diversos exemplos de situações reais para te ajudar a clarear o pensamento na hora de investir.

Se você tem interesse em comprar o livro, clique aqui para conferir o preço na Amazon.

E, se você comprar através desse link, você ajuda o meu trabalho a se manter de pé. Obrigado pela preferência!

Perguntas Frequentes sobre O Jeito Warren Buffett de Investir

Veja as principais perguntas que fazem sobre Warren Buffett e assuntos similares

Quantas páginas tem o livro O Jeito Warren Buffet de Investir?

O livro “O Jeito Warren Buffet de Investir” tem 256 páginas.

Como ser Warren Buffett?

Para ser Warren Buffett, é preciso seguir seu modelo de investimento de longo prazo em empresas com vantagens competitivas, além de enfatizar a importância de investir em si mesmo e de evitar a especulação.

Quantas horas Warren Buffett lê?

Warren Buffett lê cerca de 5 a 6 horas por dia.

Quanto Warren Buffett lê por dia?

Warren Buffett afirma que lê cerca de 500 páginas por dia.

O que Warren Buffett diz sobre o Bitcoin?

Warren Buffett tem sido crítico do Bitcoin, afirmando que não tem valor intrínseco.

Que horas o Warren Buffett acorda?

Warren Buffett costuma acordar às 6h45 da manhã.

Quanto custa um almoço com Warren Buffett?

O valor de um leilão anual para almoçar com Warren Buffett é de milhões de dólares.

Como enriquecer na bolsa de valores com Warren Buffett?

Para enriquecer na bolsa de valores com Warren Buffett, é preciso seguir sua estratégia de investimento de longo prazo em empresas com vantagens competitivas.

Como o Warren Bufett faz o valuation?

Warren Buffett faz o valuation de empresas avaliando seus fundamentos, como fluxo de caixa, lucros e dívida.

O que o Warren Buffett fala sobre Nubank?

Warren Buffett investiu, através de sua empresa Berkshire-Hathaway, cerca de 1 bilhão de dólares em ações da empresa. Ele manteve sua posição mesmo após a companhia realizar seu IPO.

O que podemos aprender com Warren Buffett?

Podemos aprender com Warren Buffett sobre a importância de investir em empresas com vantagens competitivas, a necessidade de investir em si mesmo, evitar a especulação e buscar oportunidades de longo prazo.

O que Warren Buffett diz sobre criptomoedas?

Warren Buffett tem sido crítico das criptomoedas, afirmando que elas não têm valor intrínseco.

Qual é a religião de Warren Buffett?

A religião de Warren Buffett não é amplamente conhecida, mas ele tem dito que é agnóstico.

Vítor Costa

Doutor em Química pela UFRJ. Copywriter e redator de conteúdo especializado em finanças e negócios. Dono da Casa do Estudo e do Podcast do Vítor. Amante de filosofia, literatura e psicologia.

Leitores também gostam